Alergia ao KIWI

2019-05-24

Alergia ao KIWI

Depois das frutas da família das Rosaceae, o kiwi é uma das frutas que mais frequentemente provoca alergia alimentar. As espécies mais comuns são Actinidia deliciosa (kiwi verde) e Actinidia chinensis (kiwi amarelo).

Os sintomas clínicos são leves na maioria dos casos, com prurido oral apenas, embora alguns pacientes apresentem quadros de urticária, angioedema ou anafilaxia grave.

A alergia ao kiwi pode estar associada a polinose (rinite alérgica aos pólens de bétula e gramíneas) ou alergia ao Látex, mas também surge frequentemente como uma alergia isolada.

São reconhecidos oficialmente 11 alergénios Actinidia deliciosa (Act d 1 a d 11) e 6 Actinidia chinensis (Act c 1, 2, 4, 5, 8 e 10) (WHO / IUIS). O Act d 1 é uma proteína estável contra o calor e enzimas digestivas, características de alérgenos verdadeiros, capazes de sensibilizar por via oral. A sensibilização ao Act d 1 é considerada como um marcador de sensibilização primária ao kiwi. Em diferentes estudos, tem sido associado a sintomas clínicos mais graves, alergia exclusiva a esta fruta, com ausência de polinose e com a idade de início dos primeiros sintomas mais cedo.

Os doentes alérgicos ao kiwi apresentam diferentes padrões clínicos e de sensibilização, que dependem da região geográfica, como demonstrou um estudo realizado em 12 países europeus.

Diagnóstico
Os extratos comerciais de kiwi mostraram pouca utilidade no diagnóstico devido à escassa representatividade dos principais alérgenos. Act d8 e Act d9 são proteínas lábeis que são facilmente desnaturadas, e outros alérgenos mais estáveis, como a kiwelina, sofrem degradação enzimática pela atividade de protease. Para evitar falsos negativos, deve realizar-se o teste prick-prick com frutas naturais em casos com história sugestiva e teste cutâneo negativo com extrato comercial.
A determinação de IgE específica contra componentes alergénicos fornece informações muito úteis ao médico, pois permite diferenciar os pacientes afetados por síndromes de pólen e frutas de outras pessoas com formas mais graves de alergia.
A presença de anticorpos IgE específicos contra Act d 8 ou Act d 9 é frequente em doentes com polinose e síndrome de alergia oral por reatividade cruzada, enquanto o Act d 1 é causa de sintomas mais graves.

voltar

Últimos artigos

Anafilaxia - tratamento
Anafilaxia - Sinais e Sintomas e complicações
Tem alergia ao seu cão? Saiba o que fazer!
A escola e as alergias alimentares… Dicas para os pais
A escola e as alergias alimentares… Dicas para professores e educadores
A anemia, a deficiência de ferro na infância, e os alimentos ricos em ferro
Alimentos ricos em cálcio
8 pontos-chave sobre ASMA
Quando escolher uma fórmula de aminoácidos?
Refluxo no bebé