Alergia a cereais

2019-06-28

Alergia a cereais

Os cereais são uma importante fonte de proteína na dieta em todo o mundo. O mais comumente usado na nutrição humana é o trigo, mas outros também são consumidos, como arroz, milho, cevada, centeio, aveia. Todos os cereais pertencem à família Poaceae ou Gramineae, isto é, são gramíneas cultivadas e produzem frutos comestíveis conhecidos como grãos.
Os alimentos que contêm cereais em sua composição são muito numerosos e variados. Além de seu consumo como produtos de padaria, pastelaria e confeitaria, eles também são usados como espessantes ou enchimentos, de modo que não só encontrado em alimentos óbvios, mas também estão presentes em produtos de carne processada, bebidas, lanches e em muitos alimentos processados.

Muitas pessoas acreditam ser alérgicas ao trigo e quando se fazem os estudos diagnósticos, tal não se comprova. Isso ocorre porque sofrem de outras patologias relacionadas com o trigo, mas não-alérgicas, como é o caso da doença celíaca (provocada pelo glúten), ou a intolerância ao trigo não-celíaca (relacionada com glúten, frutanos, inibidores alfa-amilase/tripsina, etc…). E mesmo a alergia aos cereais, tal como outras alergias alimentares, pode ter diferentes apresentações, no caso IgE-mediada ou não-IgE mediada, o que por vezes também é gerador de alguma confusão. É importante diagnosticar estas patologias corretamente porque têm diferentes implicações prognósticas.

As reações alérgicas mediadas por IgE às proteínas de cereais podem ser causadas pela exposição por diferentes vias e afetam diferentes populações e grupos etários. Embora o trigo (Triticus aestivus) seja o cereal mais comumente causador de alergia nos países ocidentais, outros cereais (arroz, milho, centeio, cevada e aveia) também podem estar envolvidos. Os cereais são introduzidos na dieta da criança por volta do quinto mês de vida, mas a sensibilização pode ser observada mais cedo pela sua passagem para o leite materno em crianças com amamentação exclusiva.

Os pacientes com alergia alimentar típica mediada por IgE apresentam sintomas clínicos que incluem uma ou mais das seguintes manifestações: urticária / angioedema, vómitos, dificuldade respiratória, anafilaxia e dermatite atópica. A alergia ao trigo pode manifestar-se como surtos de dermatite atópica em crianças. As proteínas de cereais também podem originar urticária de contato alérgica e dermatite de contato por proteínas.
A alergia respiratória às proteínas do trigo (representada principalmente pela asma de padeiro) é um dos tipos mais comuns de asma ocupacional, mas verifica-se em idade adulta e numa população com exposição típica em padarias.

Considera-se que a alergia a cereais é um dos tipos de alergia alimentar que tende a desaparecer com o idade, como acontece com o leite e ovo.

voltar

Últimos artigos

Anafilaxia - tratamento
Anafilaxia - Sinais e Sintomas e complicações
Tem alergia ao seu cão? Saiba o que fazer!
A escola e as alergias alimentares… Dicas para os pais
A escola e as alergias alimentares… Dicas para professores e educadores
A anemia, a deficiência de ferro na infância, e os alimentos ricos em ferro
Alimentos ricos em cálcio
8 pontos-chave sobre ASMA
Quando escolher uma fórmula de aminoácidos?
Refluxo no bebé