A escola e as alergias alimentares… Dicas para os pais

2019-08-24

A escola e as alergias alimentares… Dicas para os pais

Iniciar a escola para uma criança com alergia alimentar é habitualmente uma decisão difícil para os pais, devido ao potencial de ocorrerem reações alérgicas. Mas esse momento vai chegar inevitavelmente e apesar de toda a ansiedade que o rodeia, podemos prepará-lo de forma a decorrer melhor.

Para ajudar a escola a entender melhor as necessidades dos alérgicos e para os pais ficarem mais tranquilos quanto à segurança alimentar e à integração dos filhos ao ambiente escolar, é importante que contribuam neste processo.

As escolas, públicas ou particulares, têm vivido no seu dia-a-dia cada vez mais esta nova realidade da alergia alimentar, e apesar de ser obrigação da escola proporcionar condições de segurança a todas as crianças sem exceção em consideração pelos seus problemas clínicos, ainda restam muitas dúvidas quanto aos procedimentos em relação a crianças com alergia alimentar por se tratar de um tema relativamente novo.

Não se desespere e seja paciente! Lembre-se que as alergias alimentares aumentaram de prevalência rapidamente nos últimos anos, o que não deu tempo para muitas pessoas se inteirarem deste problema; lembre-se também que existem muitas doenças na infância (diabetes, epilepsia, hiperatividade, asma, doença celíaca, fibrose quística, problemas cardíacos…) além da do vossos filhos, e que os educadores não têm formação médica para estarem aptos a lidar com todas. O desconhecimento deverá ser combatido com explicações simples e frequentes. Esteja preparado para repetir as mesmas informações muitas vezes e reaja com compreensão às dúvidas que lhe forem apresentadas.

É importante salientar que cada criança alérgica é única e os sintomas podem ser diversos. Explicar o cuidado extremo que deve ser tomado principalmente com as crianças que sofrem com reações mais graves como a anafilaxia.

Cada escola é uma escola e cada criança alérgica tem as suas particularidades. Antes de inscrever o seu filho inteire-se bem da dinâmica dessa escola específica na reunião com a direção e discuta com o médico quais as melhores estratégias para o seu filho em particular tendo em conta as rotinas próprias dessa escola.

Informar na altura da matrícula os alimentos que causam a alergia, os sintomas das reações, o uso de medicamentos, os cuidados e os contactos das pessoas que devem ser avisadas no caso de uma reação grave – peça na consulta o formulário que disponibilizo para essas situações.

Promover palestras de consciencialização dos outros pais e dos educadores sobre a Alergia Alimentar (o que é, sintomas, riscos, além de outras informações relevantes).

Enfatizar que as atividades recreativas devem permitir que os alérgicos também possam participar com segurança, ao invés de promover a exclusão.

Explicar o conceito de contaminação cruzada apenas se isso for um problema para o seu filho, e nesse caso os cuidados ao manipular o alimento do alérgico utilizando o mesmo utensílio porque essas pequenas quantidades transferidas podem fazer mal ao alérgico.

Explicar a importância da vigilância apertada especialmente na hora do intervalo onde existe o risco de trocarem os lanches ou de uma criança que acabou de comer algo alergénico tocar num alérgico que reage inclusive ao contato. Daí a necessidade de as crianças serem supervisionadas por um adulto na hora do lanche, tomando cuidados para que as mãos de todas as crianças sejam lavadas após o lanche.

Idealmente as cozinheiras deverão ser acompanhadas por nutricionistas, e serem adquiridos utensílios e equipamentos novos que deverão ser separados dos restantes (se a escola não tiver essa possibilidade, os pais poderão ponderar comprar eles próprios e deixar na escola, explicando os cuidados de limpeza).

voltar

Últimos artigos

Anafilaxia - tratamento
Anafilaxia - Sinais e Sintomas e complicações
Tem alergia ao seu cão? Saiba o que fazer!
A escola e as alergias alimentares… Dicas para os pais
A escola e as alergias alimentares… Dicas para professores e educadores
A anemia, a deficiência de ferro na infância, e os alimentos ricos em ferro
Alimentos ricos em cálcio
8 pontos-chave sobre ASMA
Quando escolher uma fórmula de aminoácidos?
Refluxo no bebé